• Rede ODS Brasil

Costa Brasil 2022 - 1° dia


O I Encontro Brasileiro de Municípios Costeiros - Costa Brasil 2022 terá início dia 12 de setembro, com transmissão ao vivo no Canal Youtube Rede ODS Brasil.


O Encontro marca o encerramento da primeira turma do Curso Elaboração do Plano Municipal de Gerenciamento Costeiro iniciativa da Rede ODS Brasil, realizada por meio da Universidade do Vale do Itajaí (UNIVALI), com endosso da Década das Nações Unidas da Ciência Oceânica para o Desenvolvimento Sustentável e o apoio institucional de: Associação Brasileira de Municípios (ABM); Associação Nacional de Municípios e Meio Ambiente (ANAMMA); Fundação Universidade do Rio Grande (FURG); Instituto ANAMMA; Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB); Instituto de Pesquisas Ambientais do Governo do Estado de São Paulo (IPA); Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO); Prefeitura de Barcarena; Prefeitura de Rio das Ostras; Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD); Rare Brasil; The Climate Reality Project Brasil; Universidade de Brasília (UnB), por meio do Grupo de Estudos em Direito, Recursos Naturais e Sustentabilidade (GERN) e do Laboratório de Estudos de Turismo e Sustentabilidade (LETS); Universidade de São Paulo (USP), por meio do Instituto Oceanográfico e da Cátedra UNESCO para Sustentabilidade do Oceano; Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP); Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ); Universidade Federal do Paraná (UFPR); Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ); Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP).


PROGRAMAÇÃO


8h30 - Abertura

  • Carlos Arboleda - Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD)

  • Glauco Kimura - Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO)

  • Luís Carlos Martins - Universidade do Vale do Itajaí (UNIVALI); Rede ODS Brasil

  • Patrícia Menezes - Prefeitura de Barcarena; Rede ODS Brasil

8h50 - Resultados da primeira turma

  • Marcus Polette - Universidade do Vale do Itajaí (UNIVALI); Rede ODS Brasil

9h - Desafios da urbanização nos municípios costeiros

  • Celso Carvalho - Rede BrCidades

  • Cláudio Acioly - Especialista em Habitação

  • Marcos Boldarini - Boldarini Arquitetos Associados

  • Renato Barandier - Fórum Nacional de Secretários e Secretárias Municipais de Planejamento e Desenvolvimento Urbano (Fórum Unicidades)

11h30 - Intervalo


14h - Apresentação dos trabalhos elaborados pelos municípios:

  • Diagnóstico territorial do município de Macaé: análise temporal das mudanças da paisagem Evelyn Raposo Silva - Prefeitura de Macaé/RJ

  • Leituras do território para uma gestão costeira integrada: análise temporal das mudanças da paisagem em Ilhéus Alan Carlos Souza Santos, Hermano Fahning Ferreira Magno - Prefeitura de Ilhéus/BA

  • Análise comparativa na ocupação da área costeira "non aedificandi" em duas praias no município de Ipojuca Robson Tavares Barbosa, Gabriel D'annunzio Gomes Júnior - Prefeitura de Ipojuca/PE

  • Gestão costeira do município de Serra: análise e percepção de avanços e desafios no triênio 2020-2022 Carolina Pimenta de Alcântara - Prefeitura de Serra/ES

  • Processo de recuperação ambiental do Canal da Costa Daiana Ramalho da Silva, Pâmella Batista Leal - Prefeitura de Maricá/RJ

  • Processo de revisão do Projeto Orla no município de Balneário Camboriú Eduarda Montibeller Schuch, Camila Sardi de Lima - Prefeitura de Balneário Camboriú/SC

  • Desafios para gestão da orla do município de Vila Velha e o Projeto Orla como ferramenta de ordenamento Felipe Corteletti Pedruzzi - Prefeitura de Vila Velha/ES

  • Certificação Praia Limpa no litoral do município de Itapipoca Rita Carolina de Oliveira, Francisco Alan Diniz Alencar - Prefeitura de Itapipoca/CE

  • Gestão da praia do Caripi: Barcarena inclusiva e resiliente Edson Anilo Cardoso - Prefeitura de Barcarena/PA; Rede ODS Brasil

17h30 - Encerramento


Esta ação contribui com diversos ODS, em especial com as metas:

11.b Até 2020, aumentar substancialmente o número de cidades e assentamentos humanos adotando e implementando políticas e planos integrados para a inclusão, a eficiência dos recursos, mitigação e adaptação às mudanças climáticas, a resiliência a desastres; e desenvolver e implementar, de acordo com o Marco de Sendai para a Redução do Risco de Desastres 2015-2030, o gerenciamento holístico do risco de desastres em todos os níveis

12.8 Até 2030, garantir que as pessoas, em todos os lugares, tenham informação relevante e conscientização para o desenvolvimento sustentável e estilos de vida em harmonia com a natureza

13.3 Melhorar a educação, aumentar a conscientização e a capacidade humana e institucional sobre mitigação, adaptação, redução de impacto e alerta precoce da mudança do clima

14.2 Até 2020, gerir de forma sustentável e proteger os ecossistemas marinhos e costeiros para evitar impactos adversos significativos, inclusive por meio do reforço da sua capacidade de resiliência, e tomar medidas para a sua restauração, a fim de assegurar oceanos saudáveis e produtivos

14.5 Até 2020, conservar pelo menos 10% das zonas costeiras e marinhas, de acordo com a legislação nacional e internacional, e com base na melhor informação científica disponível

16.7 Garantir a tomada de decisão responsiva, inclusiva, participativa e representativa em todos os níveis

17.14 Aumentar a coerência das políticas para o desenvolvimento sustentável