top of page
  • Foto do escritorRede ODS Brasil

Planejamento municipal para enfrentar os impactos da mudança climática nos municípios costeiros


Os municípios costeiros são os mais vulneráveis aos impactos da mudança climática. Ciente disso, a Rede ODS Brasil irá promover um evento no dia 03 de novembro, para:

  • Lançar o curso Elaboração do Plano Municipal de Gerenciamento Costeiro.

  • Debater quais são esses impactos e porque os municípios costeiros precisam se preparar para enfrentá-los.

O curso online e gratuito tem como público-alvo técnicos e técnicas municipais que atuem nas áreas de gestão e governança costeira e marinha, unidades de conservação, planejamento regional e urbano, meio ambiente, educação ambiental.


Para mais informações, assista ao evento no Canal Youtube Rede ODS Brasil.



PROGRAMAÇÃO


9h - Abertura

  • André Costa Nahur - Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD)

  • Fabio Eon - Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO)

  • Luis Carlos Martins - Universidade do Vale do Itajaí (UNIVALI); Rede ODS Brasil

  • Patrícia Menezes - Prefeitura de Barcarena/PA; Rede ODS Brasil

9h20 - Apresentação do curso

  • Marcus Polette - Universidade do Vale do Itajaí (UNIVALI); Rede ODS Brasil

9h30 - Impactos da mudança climática nos municípios costeiros brasileiros

  • Sérgio Besserman - The Climate Reality Project Brasil

10h30 - Debate

11h - Encerramento



Esta ação contribui com diversos ODS, em especial com as metas:

11.b Até 2020, aumentar substancialmente o número de cidades e assentamentos humanos adotando e implementando políticas e planos integrados para a inclusão, a eficiência dos recursos, mitigação e adaptação às mudanças climáticas, a resiliência a desastres; e desenvolver e implementar, de acordo com o Marco de Sendai para a Redução do Risco de Desastres 2015-2030, o gerenciamento holístico do risco de desastres em todos os níveis

12.8 Até 2030, garantir que as pessoas, em todos os lugares, tenham informação relevante e conscientização para o desenvolvimento sustentável e estilos de vida em harmonia com a natureza

13.3 Melhorar a educação, aumentar a conscientização e a capacidade humana e institucional sobre mitigação, adaptação, redução de impacto e alerta precoce da mudança do clima

14.2 Até 2020, gerir de forma sustentável e proteger os ecossistemas marinhos e costeiros para evitar impactos adversos significativos, inclusive por meio do reforço da sua capacidade de resiliência, e tomar medidas para a sua restauração, a fim de assegurar oceanos saudáveis e produtivos

14.5 Até 2020, conservar pelo menos 10% das zonas costeiras e marinhas, de acordo com a legislação nacional e internacional, e com base na melhor informação científica disponível

16.7 Garantir a tomada de decisão responsiva, inclusiva, participativa e representativa em todos os níveis

17.14 Aumentar a coerência das políticas para o desenvolvimento sustentável

Comments


bottom of page