top of page
  • Foto do escritorRede ODS Brasil

Rede ODS Brasil no Circuito Urbano 2023


O período entre o Dia Mundial do Habitat (na primeira segunda-feira do mês de outubro) e o Dia Mundial das Cidades (31 de Outubro) é conhecido globalmente como 'Outubro Urbano'.


Instituído pelo Programa das Nações Unidas para os Assentamentos Humanos (ONU-Habitat), ele tem como objetivo fomentar debates sobre como melhorar a qualidade de vida nas áreas urbanas.


Em 2018, o ONU-Habitat Brasil criou o Circuito Urbano, uma iniciativa para dar visibilidade e apoio institucional a eventos organizados por diversos atores em todo o país. Desde então, o Circuito é realizado anualmente durante o período do Outubro Urbano.


O tema da sexta edição do Circuito Urbano é “Investindo em futuros urbanos: cooperação para resiliência do Sul Global” e os eventos estão relacionados a quatro linhas temáticas: Planejamento urbano integrado; Financiamento e investimento; Inclusão social e econômica; Economia circular.


Pelo terceiro ano consecutivo, a Rede ODS Brasil participa de diversos eventos no âmbito do Circuito Urbano.


No dia 06, às 9h, a Rede ODS Brasil participa como convidada no webinar 'Diálogos Lusófonos Sul-Sul sobre Resiliência Urbana'. Assista aqui.


No dia 13, às 9h, Dia Internacional de Redução de Riscos e Desastres, a Rede ODS Brasil promove o webinar 'Gestão de risco e resiliência no planejamento urbano integrado'. Assista aqui.


No dia 18, às 18h, a Rede ODS Brasil participa como convidada do webinar ATHIS para o enfrentamento dos desastres climáticos. Assista aqui.


No dia 31, às 15h, a Rede ODS Brasil participa como convidada do webinar 'Cidades e mudança do clima: política urbana em prol da adaptação'. Assista aqui.




Esta ação contribui com diversos ODS, em especial com as Metas:

11.b Aumentar substancialmente o número de cidades e assentamentos humanos adotando e implementando políticas e planos integrados para a inclusão, a eficiência dos recursos, mitigação e adaptação às mudanças climáticas, a resiliência a desastres; e desenvolver e implementar, de acordo com o Marco de Sendai para a Redução do Risco de Desastres 2015-2030, o gerenciamento holístico do risco de desastres em todos os níveis

12.8 Até 2030, garantir que as pessoas, em todos os lugares, tenham informação relevante e conscientização para o desenvolvimento sustentável e estilos de vida em harmonia com a natureza

13.1 Reforçar a resiliência e a capacidade de adaptação a riscos relacionados ao clima e às catástrofes naturais em todos os países

13.3 Melhorar a educação, aumentar a conscientização e a capacidade humana e institucional sobre mitigação, adaptação, redução de impacto e alerta precoce da mudança do clima

16.7 Garantir a tomada de decisão responsiva, inclusiva, participativa e representativa em todos os níveis

17.14 Aumentar a coerência das políticas para o desenvolvimento sustentável


Comentários


bottom of page