• Patrícia M. Menezes

Salve o planeta!

Atualizado: Abr 12


Estamos determinados a proteger o planeta da degradação, sobretudo por meio do consumo e da produção sustentáveis, da gestão sustentável dos seus recursos naturais e tomando medidas urgentes sobre a mudança climática, para que ele possa suportar as necessidades das gerações presentes e futuras (Planeta, Agenda 2030).

No dia 4/11/16 entrou em vigor o Acordo de Paris, que tem como objetivo fortalecer a resposta global à ameaça das mudanças climáticas, no contexto do desenvolvimento sustentável e os esforços para erradicar a pobreza.

O Acordo – pactuado, em dezembro de 2015, pelos países membros da Convenção Quadro das Nações Unidas sobre Mudança do Clima (UNFCCC) – propõe:

  • Manter o aumento da temperatura média global bem abaixo dos 2°C acima dos níveis pré-industriais e buscar esforços para limitar o aumento da temperatura a 1,5°C acima dos níveis pré-industriais, reconhecendo que isso reduziria significativamente os riscos e impactos das mudanças climáticas;

  • Aumentar a capacidade de adaptar-se aos impactos adversos das mudanças climáticas e fomentar a resiliência ao clima e o desenvolvimento de baixas emissões de gases de efeito estufa, de uma forma que não ameace a produção de alimentos;

  • Promover fluxos financeiros consistentes com um caminho de baixas emissões de gases de efeito estufa e de desenvolvimento resiliente ao clima.

O Acordo destaca que as mudanças climáticas representam uma ameaça urgente e potencialmente irreversível para as sociedades humanas e para o planeta. Por isso, recomenda uma ação reforçada antes de 2020, a fim de estabelecer uma base sólida que assegure o atingimento das Metas vinculadas ao Objetivo 13, da Agenda 2030.

Além do meio ambiente, as mudanças climáticas também impactam negativamente áreas como: segurança alimentar e nutricional; extrema pobreza e violência contra a mulher. Logo, o atingimento das Metas vinculadas ao Objetivo 13 é fundamental para o êxito de toda a Agenda 2030.

Patrícia M. Menezes

Co-fundadora da Rede ODS Brasil

* Texto publicado originalmente no Informativo Mensal da Rede ODS Brasil - Edição 12, Dezembro de 2016.

11 visualizações

Parceiros Institucionais

círculo_branco.jpg