Terceiro dia do IV Encontro Nacional da Rede ODS Brasil

O terceiro dia do IV Encontro Nacional da Rede ODS Brasil, em Campina Grande, teve como foco um dos seis eixos de implementação da Agenda 2030: o desenvolvimento de capacidades.

 

O Painel – Desenvolvimento de Capacidades para a Localização da Agenda 2030 teve como objetivo debater sobre a produção e disseminação de conhecimentos que contribuam com o aprimoramento de políticas públicas setoriais e intersetoriais e, consequentemente, com a efetiva implementação da Agenda 2030 nos governos subnacionais.

Ele foi moderado pela Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), representada pelo Grupo de Estudo e Pesquisa em Sistemas de Indicadores de Sustentabilidade Urbana, Rural e Ambiental (SURA). E teve a participação do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), representado pela Secretaria de Políticas para Formação e Ações Estratégicas (SEFAE), que apresentou as ações que a SEFAE está desenvolvendo alinhadas aos ODS; e do Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE), que apresentou elementos para uma política orientada por missões à luz dos ODS e lançou o Volume 24 da Revista Parcerias Estratégicas, tendo como tema o papel das Instituições de Ensino Superior na implementação da Agenda 2030. A publicação é uma parceria do CGEE com a Rede ODS Brasil.

 

Painel – Desenvolvimento de Capacidades para o Acompanhamento de Progresso da Agenda 2030 teve como objetivo debater sobre a produção e disseminação de conhecimentos sobre dados administrativos confiáveis e indicadores de sustentabilidade desagregados e georreferenciados, visando o acompanhamento de progresso da Localização da Agenda 2030 nos governos subnacionais.

Ele foi moderado pela Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), representada pelo Laboratório de Geoprocessamento do Campus Pombal. E teve a participação do Governo do Maranhão, representado pelo Instituto Maranhense de Estudos Socioeconômicos e Cartográficos (IMESC), que apresentou a metodologia que desenvolveu para definição de indicadores alinhados aos ODS; e do Governo do Pará, representado pela Fundação Amazônia de Amparo a Estudos e Pesquisas (FAPESPA), que apresentou os Relatórios que está produzindo, alinhados aos ODS, para subsidiar o monitoramento do Plano Plurianual 2020-2023 e como está adotando as duas estratégias apresentadas no Relatório de Atividades 2018/2019 da CTPMI-CNODS.

 

Após o intervalo do almoço o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA); o Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB); o Governo do Ceará, representado pelo Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará (IPECE); e a Hydro apresentaram boas práticas relacionadas aos ODS.

 

Amanhã o evento continua, em João Pessoa.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Relatório de Atividades da CTPMI-CNODS é lançado durante o IV Encontro Nacional da Rede ODS Brasil

November 19, 2019

1/6
Please reload

Posts Recentes