Segundo dia do IV Encontro Nacional da Rede ODS Brasil

O segundo dia do IV Encontro Nacional da Rede ODS Brasil, em Campina Grande/PB, começou com as boas vindas das instituições membros e parceiras do coletivo que contribuíram com a organização do evento: Comitê de Energias Renováveis do Semiárido; Federação das Indústrias do Estado da Paraíba; Instituto Federal da Paraíba; Rede Nacional de Colegiados Territoriais, Secretaria de Estado de Agricultura Familiar e Desenvolvimento do Semiárido/PB; Universidade Estadual da Paraíba; Universidade Federal de Campina Grande; Universidade Federal da Paraíba.

 

 Após a abertura institucional, ocorreu o lançamento do Relatório de Atividades 2018/2019 da CTPMI-CNODS, seguido do Painel – Financiamento para o desenvolvimento sustentável, que teve como objetivo debater e refletir sobre novas formas de financiamento, baseadas na Agenda de Ação de Adis Abeba,  protocolo internacional adotado pelos 193 Estados Membros da ONU que estabelece as diretrizes para o financiamento da Agenda 2030. 

O Painel, moderado pela Prefeitura de Barcarena/PA, teve a participação do Grupo de Trabalho da Sociedade Civil para a Agenda 2030 (GT Agenda 2030), representado pela Gestos Soropositividade, Comunicação e Gênero/PE, que instigou reflexões sobre novos tipos de financiamento; do Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA), agência de fomento que financia projetos que promovem o desenvolvimento territorial sustentável; e do Projeto de Desenvolvimento Sustentável do Cariri, Seridó e Curimataú (PROCASE), financiado pelo FIDA e pelo Governo da Paraíba, alinhado a diversos ODS.

 

 

A tarde, o Painel – Agricultura Sustentável como elemento integrador dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e potencializador do desenvolvimento territorial teve como objetivo debater, a partir do recorte da Agricultura Sustentável, sobre a importância de uma abordagem holística e sistêmica, baseada nos ODS, na elaboração de políticas públicas que promovam o desenvolvimento territorial.

O Painel, moderado pela Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), teve a participação da Rede Nacional de Colegiados Territoriais (RNCT), representada pelo Colegiado da Zona da Mata Norte/PB, que apresentou sua experiência em articulação dos atores locais para elaboração e monitoramento de políticas públicas que promovam o desenvolvimento territorial; pela Secretaria de Estado de Agricultura Familiar e Desenvolvimento do Semiárido, que apresentou as ações que estão sendo desenvolvidas pelo Governo do Estado para fortalecer a agricultura sustentável; da Confederação Nacional dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares (CONTAG), representada pela sua Regional Nordeste, que destacou a correlação da agricultura familiar sustentável com os ODS, com foco na Década das Nações Unidas para a Agricultura Familiar.

 

 

Painel – Governança Multinível e Planejamento Governamental para a Localização da Agenda 2030 teve como objetivo debater sobre a importância da atuação integrada e articulada entre os órgãos do Poder Público para potencializar a implementação da Agenda 2030 e, consequentemente, o desenvolvimento territorial.

O Painel, moderado pelo Tribunal de Contas dos Municípios do Estado do Pará (TCM-PA), teve a participação da Superintendência do Desenvolvimento da Amazônia (SUDAM), que apresentou o Plano Regional de Desenvolvimento da Amazônia, alinhado aos ODS; a Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (SEMAS), apresentou como o Governo do Pará está institucionalizando a Agenda 2030 e como a SEMAS está alinhando suas ações aos ODS; a Prefeitura de Barcarena/PA apresentou sua experiência em institucionalização das Agendas de Desenvolvimento da ONU. Todas destacando a importância da atuação articulada entre as três esferas de governo.

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Relatório de Atividades da CTPMI-CNODS é lançado durante o IV Encontro Nacional da Rede ODS Brasil

November 19, 2019

1/6
Please reload

Posts Recentes