• Rede ODS Brasil

Universidade Federal de Santa Maria


No ano de 2018, ocasião em que a Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), através de sua Pró-Reitoria de Extensão, esteve presente no 3º Encontro Nacional da REDE ODS BRASIL realizado em Brasília-DF, a Instituição abraçou a possibilidade (e também o desafio) de vincular-se à Agenda 2030 – protocolo mundial estabelecido pela ONU, que visa a erradicação da pobreza, a proteção do planeta e a garantia de que as pessoas alcancem a paz e a prosperidade – promovendo ações que atendam aos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), estabelecidos pela referida Organização.


A Universidade, ao integrar-se à REDE ODS BRASIL, entende que estabelecer pontes de cooperação e compartilhamento de saberes com ações relacionadas às metas da ONU é um dever de Instituições Públicas da área da Educação Superior – transformadoras do território no qual se inserem ao promover desenvolvimento local e regional de maneira sustentável. Nesse contexto, a partir do trabalho conjunto, a UFSM tem conseguido realizar campanhas de compromisso social, através da identificação, mapeamento e classificação de suas ações internas, previstas no Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) alinhando-as às demandas da Agenda 2030.


Ainda em novembro daquele ano, 2018, foi criada a portaria de nº 91.913, que constituiu uma comissão responsável pela implantação da Agenda 2030 na UFSM. Seus representantes, de diferentes campi, delinearam estratégias com o objetivo de difundir os princípios preconizados nos ODS e sensibilizar a comunidade interna e externa quanto às temáticas relacionadas à sustentabilidade. Visando o envolvimento da comunidade acadêmica, a Universidade tem promovido oficinas de divulgação e editais específicos de fomento às ações alinhadas aos ODS, como o COREDE, edital que concedeu recursos para a execução de ações extensionistas vinculadas às demandas do Plano Estratégico do Conselho Regional de Desenvolvimento da região do Vale do Rio da Várzea, e o FIEX, principal edital de fomento à Extensão da Instituição, cujos critérios de avaliação são as demandas da sociedade que estejam em consonância aos ODS.


Além disso, foram desenvolvidas uma página na Internet sobre a Agenda (hospedada no site da Universidade); uma plataforma de coleta de dados, com base nos 17 objetivos sustentáveis – o que permite à UFSM conhecer as necessidades das localidades nas quais se insere, e materiais de divulgação distintos, como cubos, banners, jogos interativos e peças digitais – dispostos em espaços estratégicos, como feiras, eventos de grande circulação de pessoas, shoppings, etc.


Quanto às iniciativas junto à comunidade externa, destacam-se a realização do Fórum Regional Permanente de Extensão; a Oficina de divulgação da Agenda 2030 em parceria com o Projeto Geoparques – para a promoção de eventos com professores da rede pública da Quarta Colônia (uma das regiões atendidas pela UFSM, que busca, junto à Unesco, o título de Geoparque Mundial), e oficinas em parceria com a Secretaria Municipal de Educação de Santa Maria, oportunidade em que foram debatidas possibilidades de implementação da Agenda 2030 no município.


Recentemente, em abril de 2021, foi lançado o Mapa da Extensão UFSM, que congrega todas as ações extensionistas desenvolvidas pela Instituição de forma espacializada, facilitando o acesso e expandindo a importância da Extensão Universitária para o desenvolvimento regional sustentável. A ferramenta distingue as cidades em que cada um dos 17 ODS está sendo contemplado, o que auxilia no avanço das metas apresentadas no Acordo. O público, além do acesso às informações habituais, como a apresentação de projetos e os contatos de seus coordenadores, tem a possibilidade de identificar quais Objetivos estão mais avançados e em quais deles é possível sugerir novas propostas de atividade.


Em um horizonte próximo, considerando as restrições ainda impostas pela pandemia de Covid 19, a UFSM ambiciona intensificar a divulgação do processo de implementação da Agenda 2030 na Universidade por meio da publicização em diferentes mídias digitais, atentando às linguagens próprias de cada plataforma, e também ocupando mais espaços nas mídias tradicionais, tanto nas institucionais, como TV Campus e Rádio Universidade, quanto nas de grande circulação, como jornais impressos e telejornais regionais.


Mais informações:

https://www.ufsm.br/pro-reitorias/pre/agenda-2030/

https://www.ufsm.br/pro-reitorias/pre/mapa/

6 visualizações0 comentário