• Rede ODS Brasil

Universidade Estadual do Ceará


A Universidade Estadual do Ceará, no âmbito da missão de produzir e disseminar conhecimento e formar profissionais com foco na competência tecnológica e no desenvolvimento sustentável, tem buscado desenvolver ações vinculadas aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) em seus programas e projetos, seja na área da formação, da pesquisa e da extensão.


A UECE decidiu formalizar sua participação na Rede ODS Brasil porque considera o papel imprescindível desta rede na discussão e construção partilhada de intervenções para a implementação das agendas de desenvolvimento da ONU. Porque considera os princípios da gestão horizontalizada e compartilhada, do respeito à diversidade regional e territorial brasileira e do posicionamento público sobre pautas suprapartidárias a base para o diálogo, o pertencimento coletivo e a corresponsabilização com a Agenda 2030. Na inserção ao Grupo de Trabalho Ciência Tecnologia e Inovação, a Uece espera poder contribuir e aprender com as experiências de produção e disseminação de conhecimento, numa troca que permita articular estratégias colaborativas de defesa da Agenda 2030 e com o conjunto de direitos com os quais esta dialoga diretamente.


Saiba mais sobre a atuação da UECE

No Ranking de Impacto 2021, lançado pela Times Higher Education e que avalia as universidades em relação aos (ODS), a UECE foi colocada em 92° lugar do mundo e em 4° lugar do Brasil no ODS “Educação de Qualidade”. Tendo em vista que nesse ODS “Educação de Qualidade”, em que a Uece se destaca, o Ranking mede a contribuição das universidades para os primeiros anos, a aprendizagem ao longo da vida, a pesquisa pedagógica e o compromisso com a educação inclusiva, e considerando ainda que nesse indicador, foram ranqueadas 966 instituições do mundo, o resultado é bastante valioso para a comunidade ueceana. Diz respeito a aspectos muito caros à atuação histórica da Universidade Estadual do Ceará, inclusive no que se refere ao fortalecimento das licenciaturas e à pesquisa pedagógica. No referido ranking, a Uece atingiu considerável pontuação também nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável Boa saúde e bem-estar; Sem pobreza e Parcerias para os Objetivos.


No conjunto de seus 162 laboratórios de pesquisa, de ensino e mistos, devidamente institucionalizados, distribuídos por Centros e Faculdades da Capital e do Interior do estado, e de

suas políticas de ensino, pesquisa, extensão, de ações inclusivas/afirmativas, bem como de sua organização didático-pedagógica, são muitas as ações que direta ou indiretamente vinculam-se aos ODS. Para ilustrar algumas atuações no que se refere à vinculação mais direta, destacamos:


Em parceria com a Prefeitura de Fortaleza, por meio da Secretaria Municipal de Educação, o projeto conjuga e integra iniciativas na área de política educacional com política de esporte, no intuito de oferecer uma ampliação da jornada escolar para alunos de escolas municipais de Fortaleza, do 6° ao 9e ano. Atualmente, são atendidos 1.600 estudantes, em cinco Escolas Areninhas. O conjunto das atividades inclui o desenvolvimento de materiais e de metodologias, preparação dos monitores e dos supervisores em conteúdo voltado a aprendizagens significativas, de modo a minimizar os riscos às vulnerabilidades a que estão expostos os jovens nas suas comunidades, visando ao fortalecimento de iniciativas que favoreçam o atingimento dos ODS, especialmente, assegurar uma vida saudável e promover o bem-estar para todos, em todas as idades (ODS 3) e assegurar a educação inclusiva e de qualidade, e promover oportunidades de aprendizagem ao longo da vida para todos (ODS 4).


O evento, vinculado integralmente à Agenda 2030 e seus 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), visou reunir especialistas e líderes políticos nacionais e internacionais para o debate de políticas públicas que transformaram cidades. Incluiu sete painéis temáticos, entre eles: Mobilidade, Espaços Urbanos e Cidadania; Saúde; Juventude e Empreendedorismo; Economia e Cidades Criativas; Educação; Primeira Infância; e Protagonismo das Cidades.


O Inventário focaliza o alcance dos ODS que se relacionam diretamente com a preservação da fauna local, como a ODS 2, que é a “Fome Zero e Agricultura Sustentável”. O docente da Uece e coordenador-científico do Inventário, Hugo Fernandes, destaca que outro objetivo importante alinhado ao projeto é o 15, “Vida Terrestre”. Um dos objetivos é inventariar, fazer um levantamento das espécies, além de proteger, recuperar os ecossistemas, gerir de forma sustentável.


  • Programa Cidadania Territorial e Protagonismo Juvenil - Nós Propomos!

Tem por objetivo fortalecer a relação universidade - comunidade - escolas - centros urbanos de cultura, arte, ciência e esporte, orientando-se para o desenvolvimento integral dos(as) jovens, nas suas dimensões intelectual, física, social, emocional e cultural, considerando as demandas complexas do cotidiano e do mundo do trabalho, bem como as agendas dos DHESCAs e dos ODS/Agenda 2030. O Programa visa apoiar, por meio da concessão de bolsas, a profissionalização e a formação inicial, fundamentada na ação dialógica com a escola e a comunidade e nos princípios da sustentabilidade. Visa, por meio da extensão universitária, alicerçar a interação e troca de saberes acadêmicos, escolares e populares, bem como a participação coletiva para ações transformadoras visando à justiça social e à igualdade de direitos.


Material elaborado através do TDCO no 001/2019/CIDADES/ FUNECE em parceria com o IPLANFOR. O relatório é parte integrante do Plano Integrado de Regularização Fundiária (PIRF) da Zona Especial de Interesse Social (ZEIS) do Pirambu. O PIRF, instrumento previsto no Plano Diretor Participativo de Fortaleza, consiste em um plano de regularização fundiária elaborado a partir de uma abordagem sistêmica, envolvendo análises do processo de ocupação do território e integração de políticas econômicas, fundiárias, ambientais e urbanísticas. O plano foi desenvolvido de forma democrática e interativa e contou com a colaboração dos moradores da ZEIS Pirambu. O trabalho é resultado de uma parceria interinstitucional entre a Prefeitura Municipal de Fortaleza, via Instituto de Planejamento de Fortaleza (IPLANFOR), o Governo do Estado do Ceará, via Secretaria das Cidades, e a Universidade Estadual do Ceará (UECE), representada por sua equipe técnica instituída pelo então Reitor José Jackson Coelho Sampaio, em 2019. Dentre os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU, destaca-se a meta 4.2: “Até 2030, assegurar a igualdade de acesso para todos os homens e as mulheres à educação técnica, profissional e superior de qualidade, a preços acessíveis, incluindo a universidade” (IPEA, 2018, p.115). Ressalta-se a importância do acesso à formação, principalmente para geração de trabalho e renda. Nesse sentido, realizou-se o mapeamento de instituições e equipamentos voltados para formação técnica, profissional e superior localizados nos bairros que englobam a ZEIS Pirambu e nos bairros adjacentes que formam a Zona de Influência Econômica.


O Projeto de Pesquisa, coordenado pelo Docente e Coordenador do Núcleo de Inovação Tecnológica da UECE, Samuel Façanha, oferece contributos para os estudos e intervenções sobre a vulnerabilidade socioeconômica do litoral cearense.

25 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo